Slide

quarta-feira, 2 de agosto de 2017

ATEMPORAL

Saudações caríssimos leitores e amigos!


Hoje volto a postar aqui depois de um "tempinho" em Off... mas resolvi refletir e trazer um covite para uma reflexão, justamente sobre ele: O TEMPO. O que será que podemos fazer para vencer o tempo? Existe mesmo essa possibilidade? Talvez. Convido todos a lerem outro dos meus poemas...



ATEMPORAL



Hoje ela é apenas poesia presa nas palavras, 
Mas ontem foi um alguém que muito amou. 
Ainda vive atada dentre os versos e rimas, 
Que nem o tempo ou a dor sequer superou.

***

Somente importa a imortalidade de um lirismo, 
Fixada na alma do autor dessa simples obra.
Prevalece toda a simpatia com aquele modismo,
Que um dia espalhou o amor por aí afora.

***

Passado, presente e futuro resumem-se no agora,
O ontem se tornou hoje para depois ser de novo.
A cada releitura ela se reabastece e se revigora,
Por todo sempre ela será eternamente algo novo.

***

Em uma página ficou gravada e ali foi morar,
Quis um lugar para dizer que era somente seu.
Aquele coração que já não bate mais em um peito,
Aqui está para sempre, cravado em um apogeu.

Por: Thiago de Moura L. Oliveira

2 comentários: